TENDAS DE ACOLHIMENTO

O espaço é destinado a mulheres e ao público LGBTI+ que se sentirem em situação de vulnerabilidade durante o Carnaval. É uma iniciativa inédita fruto da parceria das Secretarias de Cultura, Direitos Humanos e Cidadania, Assistência e Desenvolvimento Social e da Polícia Militar. O atendimento será feito por assistentes sociais, psicólogas ou policiais mulheres.

São 20 tendas instaladas ao lado dos postos de atendimento médico que ficarão disponíveis nos dias 15, 16, 22, 23, 24, 25, 29 de fevereiro e 1º de março.

Além do acolhimento às vítimas de assédio, as profissionais também darão orientações de combate à exploração sexual e ao trabalho infantil, além da distribuição de preservativos (masculinos, femininos e lubrificantes).